A convivência quando criança com os grandes nomes da velha guarda da pesca esportiva
brasileira fez com que a pescadora paranaense tivesse em suas referencias algumas boas
histórias de Pescadores, lembranças de dias na agua, quartinhos de tralha e viagens em família
atrás de peixes como robalo, tucunaré e dourado.
Um pouco mais tarde, incentivada pela sua tia Ilka, Luana começou a participar de torneios
regionais e posteriormente um torneio importante, o Sul Brasileiro de pesca ao robalo com iscas
artificiais. Apos a colocação em Segundo lugar, ganha respeito da classe de Pescadores,
aparece em mídias televisivas e revistas. E este era o incentivo que precisava para se dedicar
a sua missão, fazer com que mulheres ganhassem espaço, igualdade de direitos e respeito nas
aguas brasileiras.
Convidada a participar de um novo canal de pesca ela atravessa fronteiras atrás de alguns dos
peixes mais esportivos do mundo, vive grandes aventuras e mostra que a mulher pode e deve
participar deste universo apaixonante que é a pesca esportiva.
Dividida entre a profissão de arquiteta, pescadora e apresentadora, toma a decisão de se
dedicar exclusivamente à pesca e muda-se para a capital mundial da pesca esportiva, a
Florida, atrás de informação cientifica, convívio com grandes nomes da pesca esportiva,
participando de torneios, vivenciando diferentes modalidades de pesca e finalmente dividindo
tudo isso na telinha do Show de Pesca ao lado do seu amigo Reis